sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

PASSEIO 9º ANO...

No início do mês de dezembro o 9º ano realizou um passeio juntamente com os professores, coordenadora e diretora, na intenção de descontrair e fechar o ano com uma atividade divertida.
Os alunos estipularam uma mensalidade e também organizaram rifa de uma cesta de produtos de beleza, apoiados pelo professor Marcelo, coordenação e direção. Com o dinheiro arrecadado, foi realizado um almoço numa churrascaria e após passeio ao shopping. Assistiram filme 3D, fizeram compras, amigo secreto e várias guloseimas fizeram parte deste passeio. Foi muito divertido!!!

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: FINAL DE ANO...


Realizado no dia 26 de novembro, no CPF Piá do Sul, o jantar de final de ano da Sociedade Vicente Pallotti, teve como objetivo integrar a comunidade  palotina. O evento contou com a presença dos diretores, professores e funcionários do Colégio Antônio Alves Ramos, FAPAS e Escola Vicente Pallotti.

APRESENTAÇÃO DE NATAL: NATAL LUZ...


No dia 19 de dezembro, aconteceu na Escola Vicente Pallotti , o Natal Luz, onde os alunos participaram de várias apresentações envolvendo coral, dramatização do presépio, músicas e preces.
Cada aluno recebeu um escapulário, o qual foi abençoado pelo Pe. Clésio, nosso Diretor Administrativo.
Nosso objetivo foi transmitir a todos o verdadeiro significado do Natal, através de atividades trabalhadas em sala de aula e convertidas para apresentações do Natal Luz.
A escola agradece a participação de todos!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

SOCEPE: III ETAPA DA GINCANA PALLOTTEEN...

A Escola Vicente Pallotti, realizou um passeio com os alunos do 5º ao 9º ano, no Balneário SOCEPE. O objetivo deste passeio foi unir atividades prazerosas e lúdicas ao conhecimento e habilidades, tornando-se um passeio cultural e interdisciplinar.
A III e última etapa da gincana interdisciplinar foi realizada neste dia. Muitas atividades, de sala de aula, foram adaptadas para este momento. Os alunos receberam lanche e almoço.
O  passeio tornou-se uma ponte de forte e efetivo aprendizado.
Resultados:  

Etapas
Amarela
Azul
Azulão
Laranja
I
  30
  40
  39
  50
II
  20
  30
  15
  45
III
  94
  72
  74
  94

Total:
144
142
128
189

1º Lugar: Equipe Laranja
2º Lugar: Equipe Amarela
·        Todas as equipes receberão premiação.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

PROJETO EDUCAÇÃO FISCAL: ED. INFANTIL...

EDUCAÇÃO FISCAL E EDUCAÇÃO INFANTIL: TRILHANDO CAMINHOS PARA UMA SOCIEDADE MELHOR
Professora: Marizane de Moraes
Turma: Pré B – Turno – Manhã
Projeto apresentado ao curso de Disseminadores em Educação Fiscal 2011
APRESENTAÇÃO
           
Vivemos uma época de crises no âmbito social, econômico e político. Estas crises afetam a sociedade de modo que geram conflitos nos seres humanos atingindo sua própria essência. Segundo Brasil, (2009, p. 31) “diante da conjuntura social contemporânea é importante registrar a complexidade das ações hu­manas e a necessidade de alternativas criativas para enfrentamento dos problemas de nosso tempo”.
Desta forma, a educação fiscal vem auxiliar os professores de educação infantil a buscarem formação para o exercício efetivo da cidadania e, por meio de ações, desenvolver pessoas estimulando-as à criticidade, à autonomia e à participação (BRASIL, 2009).
Sendo assim, este projeto será desenvolvido com a turma de pré-escola- B, do município de Santa Maria.  Escola particular denominada Escola de Ensino Fundamental Vicente Pallotti. 
JUSTIFICATIVA

Desenvolver um projeto de Educação Fiscal com alunos da Educação Infantil é proporcionar aos alunos uma nova perspectiva de conhecimentos que valorize o lúdico, a imaginação e a compreensão da efetiva participação do cidadão na comunidade. Sendo assim, despertar a consciência ética, a honestidade, a cobrar direitos e deveres, a convivência harmônica em sociedade são pontos importantes a serem desenvolvidos com os pequenos desde a mais tenra idade, possibilitando assim, a participação e contribuição para o desenvolvimento e aperfeiçoamento da sociedade.
Quando falamos em Educação Fiscal, lembramos de tributos, e tributos implicam em direitos e deveres. A arrecadação de tributos produz receita aos cobres públicos, e desta forma, a administração pública tem a obrigação de manter e gerar qualidade de vida à população numa perspectiva de melhores oportunidades, viabilizando um futuro melhor.
No caderno 1 encontramos o conceito de Educação Fiscal:
Educação Fiscal deve ser compreendida como uma abordagem didático-pedagógica capaz de interpretar as vertentes financeiras da arrecadação e dos gastos públicos, estimulando o cidadão a compreender o seu dever de contribuir solidariamente em benefício do conjunto da sociedade e, por outro lado, estar consciente da importância de sua participação no acompanhamento da aplicação dos recursos arrecadados, com justiça, transparência, honestidade e eficiência, mini­mizando o conflito de relação entre o cidadão contribuinte e o Estado arrecadador.
A Educação Fiscal deve tratar da compreensão do que é o Estado, suas origens, seus propósitos e da importância do controle da sociedade sobre o gasto público, através da participação de cada cidadão, concorrendo para o fortalecimento do ambiente democrático. (BRASIL, 2009, p. 27)
           
Como vimos à participação do cidadão é de fundamental importância para o desenvolvimento de uma sociedade, portanto Educação Fiscal na Educação Infantil é um caminho para despertarmos a consciência social desde pequenos. Assim como, nos diz Brasil (2009, p.27) estimular a mudança de valores, crenças e culturas dos indivíduos, na perspectiva da formação de um ser humano integral, como meio de possibilitar o efetivo exercício de cidadania e propiciar a transformação social. Nesta perspectiva este projeto será implementado com alunos da Educação Infantil.

OBJETIVO GERAL

Despertar nos alunos a consciência social, da importância dos tributos para a manutenção do Estado e a necessidade de nossa contribuição para uma sociedade mais justa e igualitária.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

·        Propiciar aos alunos situações de aprendizagem que despertem o senso critico e a reflexão sobre a necessidade de uma sociedade justa, honesta, transparente, adotando diariamente atitudes de solidariedade, cooperação respeitando os outros e exigindo respeito a si próprio;
·                 Identificar o valor sócio-econômico do recolhimento do tributo, o exercício da cidadania, e o controle social da aplicação dos recursos públicos;
ESTRATÉGIAS DE AÇÃO POR OBJETIVO ESPECÍFICO

Propiciar aos alunos situações de aprendizagem que despertem o senso critico e a reflexão sobre a necessidade de uma sociedade justa, honesta, transparente, adotando diariamente atitudes de solidariedade, cooperação respeitando os outros e exigindo respeito a si próprio;

Atividade
Metodologia
Recursos
Avaliação
Meio de verificação
Prazo
Introdução do assunto Educação Fiscal, contação da história: O que cabe no meu mundo: Honestidade
Participação, discutindo sobre o entendimento da história pelos alunos e desenhos da história;
Livro de história infantil, lápis de cor, giz de cera,lápis preto, folhas A4
 Participação dos alunos;
Observação
Novembro
de 2011

Visita ao laboratório de informática para pesquisa no site leãozinho.receita.fazenda.gov.br.
Acesso ao vídeo “Mundo mágico da cidadania”. Realizar dramatização com os alunos criando a “Liga da Cidadania”.

Pesquisa, envolvimento dos alunos na dramatização;
Laboratório de informática, internet, capa para os super-heróis;
Envolvimento dos alunos;
Apresenta-
ção da dramatiza-
ção; fotos
Novembro
de 2011
Visita ao laboratório de informática para pesquisa no site
leãozinho.receita.fazenda.gov.br.
Contação da história do site: “O leãozinho e o menino”. Discussão sobre: Quais eram as preocupações do leãozinho? E do menino? Quais alternativas a comunidade encontrou para melhorar a cidade?
Jogo de memória do site.

Pesquisa,
Reflexão,
Desenhos da história,
Jogos
Laboratório de informática,
Internet, lápis de cor, giz de cera, lápis preto, folhas A4
Participação e
envolvimento dos alunos;
Trabalhos realizados pelos alunos,
Novembro
de 2011



Identificar o valor sócio-econômico do recolhimento do tributo, o exercício da cidadania, e o controle social da aplicação dos recursos públicos;
Atividade
Metodologia
Recursos
Avaliação
Meios de verificação
Prazo
Discussão sobre a função social dos tributos, que pagamos impostos para garantir que teremos escola, saúde, saneamento básico entre outros com qualidade e que devemos exigir dos órgãos públicos nossos direitos. Enfatizar a importância de pedir a nota fiscal para evitar a sonegação dos impostos. Montar um mercado.

Montar um mercado, algumas crianças venderão e outros serão os consumidores. Alguns entregam a nota fiscal e outros deverão pedir.
Produtos encontrados em supermercados,
Mini dinheiros, notas fiscais, lápis, borracha.
Participação
dos alunos e compreensão do assunto
Fotos e registros
Dezembro
de 2011


Pesquisa em casa sobre notas fiscais, cada aluno trará de casa notas fiscais onde verificaremos os valores dos tributos, analisaremos como estão sendo oferecidos os serviços públicos na região, ruas, saneamento básico, saúde, escolas. Montaremos um painel com notas fiscais e recortes de jornais e revistas de imagens do que se transformam nossos tributos.

Pesquisa, reflexão, montagem do painel.
Notas fiscais, cartolina, caneta hidrocor, revistas, jornais, tesouras, cola.
Participação,
envolvimento
Apresentação
do  painel
Dezembro
de 2011

























































CONCLUSÃO

Pretende-se com este projeto alcançar os objetivos traçados, possibilitando uma compreensão significativa dos envolvidos, proporcionando desta forma, a formação de cidadãos conscientes de sua participação na sociedade atual.

BIBLIOGRAFIA

BRASIL. Ministério da Fazenda; Ministério da Educação. Programa Nacional de Educação Fiscal.  4ª.ed. atual. Brasília: s.ed., 2009- .  4 v. 
TRINDADE, Kátia. O que cabe no meu mundo: Honestidade. 1ª edição. Belo Horizonte: Cedic, 2011.
Pesquisa na internet 06/11/2011:

terça-feira, 1 de novembro de 2011

SEMANA DA CRIANÇA: ANOS INICIAIS...

Durante a Semana da Criança, a Escola Vicente Pallotti promoveu atividades extra- classe variadas e interessantes, visando a interação, oportunidade de lazer e socialmente educativas.
CIRCUÍTO RECREATIVO VI.P:
competições esportivas, painéis, corrida do pneu, troca calçados, atividades de equilíbrio, atividade cultural, lanche coletivo, entrega de medalhas, lembrancinhas e passeio na casa de festas.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

PASSEIO DE ESTUDOS: UFSM/ ANOS FINAIS


O objetivo deste passeio foi reconhecer a importância do Sistema Solar e preservação dos recursos naturais do ecossistema. Aprendemos que as relações que os seres vivos estabelecem com os fatores  ambientais, como: ar, água e solo podem ser melhoradas através da nossa conscientização e de ações que promovam a sustentabilidade.
          O passeio acrescentou muito à aprendizagem, pois de acordo com os estudos, em sala de aula, foi possível entender de maneira prática, o porquê de preservar e conservar os recursos naturais do planeta.




SEXUALIDADE E RESPONSABILIDADE

A educação sexual busca ensinar e esclarecer questões relacionadas ao sexo, livre de preconceito e tabus. Antigamente e ainda hoje, falar sobre sexo provoca certos constrangimentos em algumas pessoas, mas o tema é de extrema importância, pois esclarece dúvidas sobre preservativos, DSTs, organismo masculino e feminino, anticoncepcionais e gravidez.

O objetivo principal da educação sexual é preparar os adolescentes para a vida sexual de forma segura, chamando-os à responsabilidade de cuidar de seu próprio corpo para que não ocorram situações futuras indesejadas, como a contração de uma doença ou uma gravidez precoce e indesejada. Infelizmente o ser humano tende a acreditar que o perigo sempre está ao lado de outras pessoas e que nada irá acontecer com ele mesmo, o que o coloca vulnerável a tais situações.

Os meios de comunicação, entre tantos outros que utilizam o sexo para chamar a atenção das pessoas, acabam por estimular e criar curiosidades precoces até em crianças, o que dificulta bastante o processo de conscientização e responsabilidade individual dessas sobre o assunto. Dessa forma, se torna cada vez mais importante ensinar os adolescentes quanto ao assunto, isso dentro de casa e nas instituições de ensino. 
Para conduzir a palestra, a escola convidou uma profissional de enfermagem do posto de saúde local, juntamente com a agente de saúde. Antecipadamente , a coordenação da escola e direção, passaram nas salas para que os alunos, colocassem num papel, as dúvidas sobre o tema que seria abordado.Estas dúvidas foram repassadas para a profissional de enfermagem, a qual conduziu aconversa com as alunas do 7º ao 9º anos.Em outro momento, será feito este mesmo processo com os meninos.
As alunas  tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre transmissão, prevenção e tratamento de doenças(DST).
Segundo a psicóloga Eliane Maio,“educação sexual não tira a inocência, tira a ignorância. Nesse sentido, pais e, principalmente, professores devem saber lidar com as descobertas que a criança e o adolescente fazem sobre seu próprio corpo, orientando-os para o desenvolvimento saudável e para futuras escolhas sexuais responsáveis”.
“...não é possível à escola engajada na formação de educandos alhear-se das condições sociais, culturais e econômicas de seus alunos, de suas famílias de seus vizinhos.” (Paulo Freire – Pedagogia da Autonomia)

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

I GINCANA "PALLOTTENN": 5º AO 9º ANO/ II ETAPA...

CAÇA AO TESOURO USANDO OS PONTOS CARDEAIS E COLATERAIS: atividades culturais e esportivas.

Esta segunda etapa da Gincana, consta atividades de competição recreativa que tem por objetivo por à prova as habilidades físicas e mentais dos membros das equipes participantes, e para isto, foi dividida em cinco provas muito disputadas, sendo elas: tiro ao alvo com a bola, subir na corda, pneus para pular, equilíbrio na corda e atividades de conhecimento e charadas para decifrar.
As atividades da Gincana contribuem na formação de valores e cidadania dos alunos, previstos na Proposta Pedagógica, como: incentivo e apoio à criatividade e à inovação, ênfase na comunicação e expressão, Cultura de Paz, seguindo os ensinamentos de Pallotti, união, cooperação, organização e respeito.
Confira as atividades realizadas pelas equipes!!!

 Caça ao tesouro
Divisão de equipes. São sequências de pistas iguais para cada equipe, porém em ordens diferentes, que levam à um prêmio (tesouro). Pode-se também incluir alguns personagens no jogo, entre outras idéias.

Você está num reino, o Reino de Pallotti e o tesouro  está com a rainha.
 Cada equipe era orientada para começar por um ponto cardeal ou colateral, recebendo uma tarefa para cumprir, até chegar ao tesouro que estava com a Rainha (Diretora- bombons)

Total parcial: I e II etapas  
Etapas
Amarela
Azul
Azulão
Laranja
I
30
40
39
50
II
20
30
15
45
Total
50
70
54
95
*** No dia 23 de novembro, teremos a última etapa no SOCEPE. Muitas atividades recreativas e culturais estão sendo preparadas para os alunos e professores. Até lá, pessoal!!!